O atemi é 70% de uma luta real

Há alguns meses atrás terminei de ler o livro Aikido Shugyo – Harmonia no Confronto do grande mestre Gozo Shioda (editora Pensamento, traduzido pelo Shihan Wagner Bull), e li um capítulo onde este grande mestre cita que em uma luta real é definida em 70% das vezes com atemis e 30% arremesso. Fiquei mais impressionado ainda, quando li que quem ensinou isso para o grande Gozo Shioda, foi o próprio O’Sensei.

Nos dias de hoje, discute-se muito sobre a eficiência marcial do Aikido. De fato, algumas escolas tem dado ênfase somente a movimentação básica da arte buscando com isso atrair alunos mais ligados a harmonização do que o combate propriamente dito. Não sou ninguém para condenar este tipo de idéia. Mas particularmente, vejo que é perfeitamente possível (e lógico) alcançar a harmonia, mesmo dando foco a questão marcial. É evidente que em um primeiro momento fica muito difícil explicar para um aluno iniciante que no fundo estamos buscando uma harmonia com o nosso oponente quando aplicamos um atemi, uma torção, uma imobilização ou um arremesso. Muitas vezes, quem assiste a uma aula de Aikido, enxerga somente o combate de duas pessoas. Já vi treinos, em que os ukes simplesmente caem sem um motivo marcial, mas apenas para dar “fluidez” ao movimento.

Quando vejo este tipo de comportamento, sinto que as pessoas não estão sendo verdadeiras. Não com o Aikido, mas com elas próprias. Voltando ao livro citado no inicio do artigo, ele me ensinou basicamente que um treino de Aikido deve ser austero, sincero, árduo e absolutamente honesto. No meu modo de entender, um treino que tenha estes princípios nos levará a encontrar o ponto de harmonia entre todos os praticantes, pois veremos, humildemente, onde estão as nossas deficiências e onde podemos melhorar. Para mim, a harmonia à ser conquistada começa dentro de mim e não na dor do meu uke.

Enfim, espero que todos que praticam o Aikido com muito shugyo alcancem o objetivo de conseguir se harmonizar com todos, eu ainda estou buscando seguindo meu caminho.

Para ver o grande mestre Gozo Shioda em ação, click aqui.

(@Varela_San)

2 pensamentos sobre “O atemi é 70% de uma luta real

  1. Maravilloso!

    La escuela de la Yoshinkan hace mucho hincapie en el uso de los atemis. Ellos son una escuela super tradicional y han mantenido esta enseñanza a través del tiempo. Creo que Aikikai ha olvidado esto con el tiempo yendo an contra del arte…

    Buen trabajo!

  2. ¡Genial!

    Es un artículo con el que estoy de acuerdo al 120%, y además veo por aquí a nuestro compañero Jose Vicente Moreno@jvmoreno21. Jajaja! Perfecto, porque le debo una respuesta:¿Qué fue primero el huevo o la gallina?

    No sé si se debe al estilo de Aikido que practiqué durante 11 años – y digo Aikido, con todas las consecuencias, aún sabiendo que lo que yo practiqué estaba más cerca del Aikijutsu – , pero siempre he pensado que se debe realizar atemi. Es una figura indispensable. Antes de formar parte de la gran familia Aikikai – en la que llevo 2 años -, estuve fuertemente influenciado por Sensei Gozo Shioda y por Sensei Saito, creo que son dos importantes aikikidokas.

    Los practicantes de Kendo no renuncian a su orígenes, se sienten orgullosos de su pasado. Es importante saber de dónde venimos, y cómo tal, ellos se hacen fuertes practicando, de modo paralelo, el ancestral Kenjutsu. ¿Porqué no podemos hacer los aikidokas lo mismo?

    ¡Jajaja! Creo que acabo de lanzar una polémica interesante.

    Gracias por vuestro trabajo @Varela_San y @jvmoreno21. ¡Sois un ejemplo a seguir!

    Saludos.

    T.L.S

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s