Aonde começa e termina a Harmonia

Nestes anos que treino Aikido conheci muitas pessoas, muitos praticantes do caminho. Muitos eu tenho amizade até hoje e alguns se perderam em alguma esquina. Algumas pessoas que tenho amizade faz tempo que não encontro, simplesmente porque a distância física é grande, mas a distância do coração é pequena. Tenho certeza que quando nos encontrarmos novamente nossos corações se encheram de alegria e vários assuntos serão colocados em dia.

Porém me entristece em lembrar das amizades que se perderam pelo caminho, e isso me leva a refletir o porque isso aconteceu. Procuro analisar aonde eu posso ter errado para que esta amizade tenha se perdido. Sempre que faço este tipo de reflexão aprendo a melhorar meu próprio eu. Vejo as minhas inúmeras imperfeições e procuro na medida do possível resgatar a amizade e evoluir meus pensamentos. Acredito que o Aikido me possibilita ter esta consciência de evolução.

Mas algumas vezes, depois de um longo período de reflexão, vejo que algumas amizades se perderam não por conta das minhas inúmeras imperfeições, mas por imperfeições destes ditos “amigos”. Percebi com o passar dos anos, que muitos praticantes de Aikido se perdem dentro do seu próprio ego, e aqui eu mesmo me coloco nesta barca. É incrível como acreditamos ser os senhores da verdade suprema e como necessitamos que todos em nossa volta saibam o quanto somos importantes.

Isto me faz ver como o ser humano ainda é imaturo. A humanidade conseguiu alcançar grande evolução tecnológica. Hoje conseguimos nos comunicar com qualquer pessoa do planeta em uma velocidade absurdamente rápida. Temos várias redes sociais, muitas fúteis, que nos permitem expor nossas idéias e emoções. E mesmo assim o ser humano caminha a passos lentos quando se trata de crescimento pessoal, porque inegavelmente o ego fala mais alto. Olhamos muito para nosso próprio umbigo e perdemos a habilidade de agradecer ao próximo pela sua ajuda.

Talvez, a grande maioria dos praticantes já passaram por esta etapa de se re-encontrar no seu caminho, eu estou re-encontrando o meu. Aprendi muito com meus ukemis pela minha senda, alguns ukemis me machuram algo a mais que os ombros. Sei que muitas amizades não terão volta e isso me entristece, mas sei que muitas outras virão pelo meu caminho e isto me deixa radiante.

A harmonia termina quando o ego fala mais alto e começa quando aprendemos a doma-lo.

(@Varela_San)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s