Os Segredos do Aikido

Morihei Ueshiba, o fundador do Aikido, certa vez disse a um grupo de alunos veteranos: “Venham ao dojô amanhã de manhã, às cinco horas; vou revelar-lhes os segredos do Aikido”. No dia seguinte, os alunos chegaram na hora marcada, esperando ansiosamente a revelação de um segredo que os tornaria invencíveis como o mestre – então eles seriam capazes de enfrentar dez oponentes ao mesmo tempo e de imobilizar o adversário mais forte com um único dedo. Morihei pediu aos alunos que se sentassem e começou a expor os segredos do Aikido. Empregando um simbolismo vibrante, alegorias encantadoras e associações estimulantes, por mais de uma hora Morihei discorreu sobre temas como a criação do Universo, o poder vivificante dos sons-espíritos, a alquimia sutil do fogo e da água, a necessidade de serenar o espírito e retornar à Fonte, a natureza transformadora da mente e a unificação do corpo, e sobre outros mistérios que faziam parte da sua experiência pessoal. Inesperadamente, ele sorriu com suavidade e concluiu: “Esses são os segredos do Aikido”. Fez então uma profunda reverência diante do altar do dojô, saudou os presentes e se retirou rapidamente da sala.

Os alunos ficaram desnorteados com as palavras do mestre. Os que tinham a expectativa de aprender alguma proeza extraordinária ou de receber as palavras de uma fórmula mágica estavam ressentidos: “Ele não nos mostrou nada – nem uma única técnica, e nada de concreto que se possa usar!”.

A intenção de Morihei fora a de revelar o Aikido como uma epifania profunda e maravilhosa, e não como um mero sistema de empurrões, de bloqueios e imobilizações. Morihei quis dizer que, se o praticante não aprender a essência do Aikido, as técnicas jamais se transformarão em vida.

Texto do livro “Os Segredos do Aikido” de John Stevens

tradução Euclides Luiz Calloni

Um pensamento sobre “Os Segredos do Aikido

  1. Konichiwa Varela_san.

    Durante siglos la humanidad ha tratado de descubrir fórmulas mágicas que le otorgue capacidades asombrosas rozando lo milagroso, bien sea en el estudio de la Alquimia, o en busca del legendario Santo Grial. Así los Chamanes, con sus ancestrales prácticas, consiguen resultados envidiados e inexplicables a los ojos de los más expertos científicos.

    Y el Aikido no es diferente. Porque el Aikido nos rodea, es vida y está con nosotros a diario. Tengo la costumbre de compararlo con la película Matrix: un día comprenderemos y seremos capaces de ver la secuencia numérica de todo lo que nos rodea. En ese momento, y sólo entonces, cuando entendamos la auténtica esencia, sabremos qué es Aikido.

    Quizás sea éste el origen de tantos males del Akido, el prematuro abandono de los practicantes antes de comprender la auténtica esencia del AIkido. Quizás sea por esto que se creen tantas escuelas abanderando la autenticidad de este arte. Tal vez resulte, al final, que no son tantos los que han conseguido ver la luz.

    Gracias por tu trabajo.

    Saludos.

    T.L.S

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s