Glossário

Para facilitar o entendimento de alguns textos que postamos aqui no blog, resolvemos montar um glossário com alguns termos usados nos treinos e nos posts aqui publicados. Sempre estaremos atualizando esta página na medida que formos postando novos artigos.

Entrar e sair do Dojo

ao chegar de manhã:

Ohayou Gozaimassu, yoroshiku onegai shimassu

ao chegar a tarde:

Konnichiwa, yoroshiku onegai shimassu

ao chegar a noite:

Konbanwa, yoroshiku onegai shimassu

Ao ir embora (para o Sensei ou Sempai):

Osakini shitsurei shimassu, sayonará, arigatô gozaimashitá!

ao sair da área de treino:

Sayonará, arigatô gozaimashitá!

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

aite – Oponente ou parceiro de prática durante o treinamento. Um aite não é um inimigo, mas sim alguém que age no papel de antagonista como parte do processo de treinamento.

bokken (bokuto) – Espada de madeira que substitui a versão de metal da arma, usada para treinamento; também foi empregada durante o período feudal.

budo – O Caminho das artes marciais do Japão. A palavra pode significar, além de uma modalidade de treinamento físico, também uma busca estética e espiritual.

buki – Termo genérico em japonês para armas.

chado -O Caminho da cerimônia do chá.

dan – Graduação ou nível formalmente reconhecido dentro de uma arte. Em algumas formas de budo, isso pode ser feito pela concessão de uma faixa colorida, e nesse ponto, a faixa preta tipicamente significa o primeiro grau das graduações de dan.

dan-i – Sistema de graduação de uma arte que geralmente usa faixas para indicação do nível de um praticante. Ver também menkyo.

deshi – Estudante.

do – Literalmente, um caminho ou uma estrada. Do se refere a uma arte, com a implicação de dimensões estéticas ou espirituais que estão além dos aspectos puramente físicos de seu currículo.

dogu – Equipamento, ou gu, usado para se seguir um Do, ou caminho.

dohai – Pessoa que treina no mesmo dojo ou na mesma arte e que tem mais ou menos a mesma habilidade, tendo começado seu treinamento ao mesmo tempo que você. Ver também kohai e sempai.

hanshi – Título dado a um praticante antigo de uma arte, muitas vezes aquele que carrega consigo o status de um professor.

heigo – Literalmente, “linguagem marcial”. Heigo é o idioma do treinamento e da vida marcial ou militar, incluindo diversos termos usados no dojo.

ikebana – O Caminho do arranjo Floral.

in-yo – Forma japonesa de pronunciar os ideogramas para “yin” e “yang”.

isshin-denshin – Transmissão direta do espírito de uma arte entre um professor e um aluno usando-se a percepção e o sentimento, e não informações verbais.

kami – Ancestral, comunitário, espíritos nativos ou deidades dentro do contexto das religiões xintoístas ou de práticas populares.

kata – Formas de exercício criadas para integrar as habilidades motoras neuromusculares do praticante de uma arte.

keikogi – Forma genérica para as roupas usadas durante a prática de alguma modalidade de budo.

kohai – Estudante iniciante em uma arte ou em um dojo. Ver também sempai.

koryu – Literalmente, “tradições antigas”. Koryu é o termo muito amplo usado para descrever sistemas de artes marciais originados antes do fim da Era Feudal japonesa, em 1867.

kyoshi – Um dos diversos títulos dados a praticantes com habilidades avancadas ou com muita experiência dentro de uma arte, frequentmente significando algum tipo de autoridade como professor.

menkyo – Licença dada dentro de uma arte. A maioria das modernas artes de budo não usa graduações de menkyo, que são comuns nas formas mais antigas.

monjin – Literalmente, uma pessoa no portal. Monjin é uma palavra usada para descrever um principiante ou algum aspirante à arte.

mudansha – Literalmente, “pessoa sem graduação”. Mudansha geralmente descreve os praticantes de uma arte que ainda não obtiveram qualquer graduação de dan. Ver também yudansha.

nage – Termo aplicado naquelas artes que incluem agarramento ou arremesso do oponente, referindo-se à pessoa que faz a ação. Ver também uke.

reishiki – Etiqueta.

renshi –  Título dado a um praticante mais avançado, frequentemente indica que quem o recebeu tem a permissão para ensinar alguns ou todos os aspectos de um arte.

ryu – Escrito com o ideograma que significa “fluxo”, ryu é o termo usado para um sistema específico ou tradicional de uma arte.

semete – Termo usado em artes que envolved técnicas percussivas, semete indica a pessoa que faz a ação. Ver também ukete.

sempai – Veterano no dojo ou na arte. Ver também kohai.

shidachi – Termo usado especialmente nos caminhos e artes marciais que empregam armas, para indicar a pessoa que recebe ou reage a uma ameaça ou a um ataque. De forma idealizada, é a pessoa vencedora do confronto. Ver também uchidachi.

shidoin – Título que indica algum nível de responsabilidade para ensinar uma arte ou um dojo.

soke – Fundador da arte.

uchidachi – Pessoa que inicia um ataque em uma sessão prática, ver também shidachi.

uke – Pessoa que recebe um ataque ou ação ofensiva durante o treinamento. Ver também nage.

ukete – Literalmente, “a mão que recebe”. Ukete se refere a pessoa a quem o ataque é dirigido e de quem se espera saber lidar com isso no processo de treinamento. Ver também semete.

yudansha – Pessoa que recebeu a graduação de dan. Ver também mudansha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s